Publicidade

Publicidade

Arquivo de outubro, 2010

14/10/2010 - 20:54

Impressões

Compartilhe: Twitter

E a vida continua mais corrida do que a São Silvestre – quando você se der conta da revista que estamos preparando, chic no úrtimo, vai entender o porquê de tantos hiatos neste blog que um dia já foi atualizado religiosamente.

Por enquanto, mais um post very fast (e não menos importante por isso). Heloisa Crocco, ás do bom gosto, não para quieta. A última criação da designer gaúcha que pinta o sete com madeira, sementes e fibras naturais é este cubo – usado como mesa lateral ou banco – que leva o seu nome. As impressões na superfície, marca registrada no trabalho da artista, acentuam no bloco de pinus maciço um certo aspecto rupestre, tribal, sem comprometer a modernidade da peça, que tá à venda na Dpot.

+ www.dpot.com.br

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , , ,
11/10/2010 - 20:50

Dolcefarniente

Compartilhe: Twitter

Brasileiro jura que sabe falar italiano. Eu confesso, com uma pontinha de constrangimento (mas nenhuma vergonha na cara), que me incluo nessa (o Colontonio no meu sobrenome seria um bom pretexto para começar já umas aulinhas e parar de pagar mico feito os carcamanos da novela das oito). Zanzando pela Via Montenapoleone, a meca milanesa do design, arranquei algumas risadas dos meus colegas de trupe ao bater um papo-cabeça com os vendedores de cada loja que me atraía pela vitrine. O fato é que, equívocos à parte, a engatada no sotaque da minha avó, os diários de bordo de outras vezes que estive na Itália, a memória dos filmes do Fellini – e uma pitadinha do bom e velho espanhol, já que ninguém é de ferro – resultaram num dialeto absolutamente compreensível por todos. Tá? Diálogos macarrônicos à parte, não fosse o gorducho aqui meter as caras, não teria trazido coisas legais para postar aqui.

Com silhueta que remete à flor homônima, espécie de tulipa, a poltrona Calla é pura poesia visual. Cria do designer Antoine Fritsch, a peça de estrutura absolutamente artesanal pode ser feita de ferro (para encarar as intempéries no jardim) ou de junco (para fazer bonito na varanda). Entre uma cartela generosa de tecidos estampados, almofadas e fibras naturais nos detalhes, cada um incrementa a sua da forma que preferir. Uma ode à alegria doméstica produzida pela grife italiana Dolcefarniente.

+ www.dolcefarniente.com

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , ,
07/10/2010 - 20:45

Pajé

Compartilhe: Twitter

E lá vamos nós. Acabo de voltar da gringa mais cansado do que saí daqui (embora devidamente recauchutado pelos ventos do Mediterrâneo).

Aos poucos vou postando objetos de desejo incríveis que vi por lá, das traquitanas garimpadas nas medinas da Tunísia, ao último grito do design em Milão, passando pelos mercados de Roma, Sicília, Barcelona, Malta e Cassis. Por enquanto, a ordem do dia é relaxar um pouquinho e desfazer as malas. Bora ficar de pernas para o ar?

Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo, como diz a canção de Walter Franco – linda na voz da Leila Pinheiro. Adam Cornish parece concordar com ele. Inspirado nos movimentos da coluna vertebral, o designer inglês acaba de criar esta de madeira flexível, que funciona exatamente como as redes indígenas, presas nas pontas. As placas de pinus conectadas a eixos rolantes garantem o balanço, mas a impressão para quem vê de longe é que se trata de uma folha inteira, sólida. É tudo o que a sua varanda – e as suas costas – merecem.

+ www.adamcornish.com

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , ,
Voltar ao topo