Publicidade

Publicidade

19/11/2009 - 18:48

Tudo azul (da cor do céu)

Compartilhe: Twitter

Depois da explosão amarela detonada neste blog, é hora de acalmar os ânimos e olhar para o horizonte – literalmente.

Paula Queiroz (entidade habilíssima, simbiose de jornalista e produtora, meu braço direito aqui no blog e lá na Casa Vogue) me ajudou a armar uma seleção azul do balacobaco em cima da nova tendência mundial, ditada pelos arautos das tintas.

Quem recomenda é uma grife das mais portentosas do assunto: a Coral, marca do grupo holandês AkzoNobel, acaba de lançar o “Colour Futures 2010”, estudo mundial sobre tendências e desenvolvimento de cores. Resultado da pesquisa sobre diversos elementos como arquitetura, design, artes, cultura, moda, realidades política e economia global, o estudo apresenta o tom “Céu Californiano” como a cor que guiará 2010.

Este tom claro simboliza horizontes infinitos, novos começos e energias renovadas. A cor, que pode ser associada a céu amplo, frescor da brisa e ar puro, é caracterizada pelos especialistas como otimista e com capacidade de oferecer sensação de pureza e bondade. “Tons de azul claros e etéreos como a cor de 2010 são reconhecidos por serem refrescantes, reconfortantes e liberadores, além de oferecerem grande auxílio no combate à tensão, cansaço físico e exaustão”, explica Paola Vieira, Gerente Global de Cores da AkzoNobel e integrante do time internacional de oito especialistas do Colour Futures.

As características da cor “Céu Californiano”, considerada a melhor representante do estado de espírito do próximo ano, estão associadas à mensagem-chave do Colour Futures 2010: Recuperação. A palavra remete às atuais expectativas da sociedade, que se direciona a um papel mais ativo do indivíduo. “Acreditamos que em um momento de incertezas quanto à economia, política e meio ambiente, a ideia é que as pessoas passem a valorizar mais os amigos, a família e as comunidades locais, além de cuidarem do planeta em prol de um futuro saudável”, diz Benito Berretta, Diretor de Marketing da AkzoNobel.

Segundo o estudo, “Recuperação” oferece a todos a oportunidade de rever, criar melhor, aperfeiçoar o que já existe, recuperando o sentimento de sabedoria coletiva para o futuro. E é justamente dentro desse contexto que a equipe de especialistas do Colour Futures identificou cinco temas predominantes em 2010 – e suas respectivas coleções de cores: Espaço Silencioso, Fantasia Fluida, Convicção Fundamental, Espírito Livre e Doce Lembrança.

Sacou? Para terminar o post azul com a malemolência que a cor pede, pesquei no youtube um videozinho retrô com uma música que toca fundo: “Azul da Cor do Mar”, de Tim Maia, que abocanhou a 44ª posição no hall das 100 melhores músicas brasileiras de todos os tempos. E dedico a canção ao Zé Renato Maia, sobrinho do Tim, responsável pelo design desta página choco-blue.

blue-sky-1
Muranos e cômoda Tania Bulhões; móvel de Wagner Archela para a C.O.D; cadeiras Micasa

blue-sky-2
Luminária de murano Emmanuel Babled; som Bang Olufsen; vasos Bendixt; banqueta Royal; cadeira Micasa;

blue-sky-3
Poltrona com tecido azul-bebê; vasos Evelino Antiquário; luminárias Quimera; Vaso de silicone Scandinavia Design

blue-sky-4
Potes Secrets de Famile; louça e porta-guardanapos Tania Bulhões Home

blue-sky-5
Acessórios Scandinavia (potes, descanso de mesa, pratos, porta-guardanapos); caneca Futon & Home;

blue-sky-6
Abajur de murano Tania Bulhões Home; vasos F. Quartilho; cadeau Scandinavia; vidro Benedixt; poltrona Montenapoleone

blue-sky-7
Mesa do muralista brasileiro Paulo Werneck; poltrona de Michel Arnaud, by Atec; moringa Obra Prima Antiguidades; taças Cecilia Dale; banco laqueado Edith Diesemdruck; murano Tania Bulhões Home;

blue-sky-8
Araras Tania Bulhões Home; abajur Vila Vitória; cadeira Micasa; potiche Autore; móvel chinês Paulo Marques Antiguidades

blue-sky-9
Corais e aparador-totem Tania Bulhões Home; vaso coleção Blue & Me, Fabrizio Rollo; porcelanas Bali Express; poltrona Tania Bulhões Home

blue-sky-10
Copo Espaço Santa Helena; cadeira Mãos Art Contemporary; vasos Bittosi e Cartago; banqueta Montenapoleone; cabideiro Micasa

blue-sky-11
Poltrona Irmãos Campana; poltrona vazada e chaise Montenapoleone; pinha de bico de jaca Anno Dominni; vaso Quimera Antiguidades

blue-sky-12
Aparador e vaso Tania Bulhões Home; abajur Bertolucci; sofá de resina plástica Montenapoleone; enxoval Blue Gardenia; tapete By Kamy

blue-sky-ok-13
Da esquerda para a direita: ambiente Wallcovering; banheiro Interbagno; parede pintada em “azul-céu californiano”, by Tintas Coral

blue-sky-ok-14
Tecidos Tec Dec e Casa Fortaleza

blue-sky-ok-15
Tecidos Tec Dec e Casa Fortaleza

Autor: - Categoria(s): Décor Tags: , , , , ,
10/11/2009 - 12:33

Yellow kit

Compartilhe: Twitter

Se a fraternidade é vermelha, a liberdade é azul e a igualdade é branca, não tem pra ninguém: a novidade é amarela! Meu último post repercutiu tanto que eu resolvi fazer um segundo apanhadão em ton-sur-ton desta cor cítrico-solar que tá com tudo e não tá prosa. Por hoje é só, pe-pessoal – sem muito blablablá, porquê em dia de fechamento a coisa aqui fica preta!

1
Estante Biela, de Wagner Archela para a COD. O gato preto (cover do Pipoca, mascote da minha mãe) não dá azar. A cadeira é do estúdio Mãos Contemporary Art

2
Poltrona Charles Eames da Clássica Design, mesa lateral Saarinen reinterpretada, Tania Bulhões Home

3
Banco Adresse, bowl Benedixt, set de espumas com pinça Droog, da Decameron

4
Aparador Adresse, Way Design; cadeira Montenapoleone; luminária Wall Lamps

5
Cinzeiro Lenat; latas Benedixt; cadeira Micasa; mesa lateral de Pedro Mendes

6
Abajur Puntoluce; Poltrona Leonardo Lattavo e Pedro Moog, Schuster; Pufe Futon Company; Banco Zanine Schuster

7
Set de produtos Tok & Stok

8
Fruteira vazada Benedix; Miniatura e almofadas Futton & Home; chaise Versace Home

9
Cinzeiro de murano; poltrona Micasa, Almofadas Futton & Home; vasos L’Oeil

10
Seleção de looks Wallcovering

11
Pastilhas Bisazza nas extremidades; no meio, poltrona Tania Bulhões Home

12
Poltrona Swan, Micasa

13
Ambiente dos arquitetos Antonio Ferreira Junior e Mario Celso Bernardes

14
Casa Mondrian, projeto de Vilanova Artigas

Autor: - Categoria(s): Décor, Design Tags: , ,
19/11/2008 - 23:46

True Colors

Compartilhe: Twitter


Quarta-feira supercolorida, num look meio anos 80, já que estou completamente contaminado pelas “true colors” de uma das grandes divas daquela década: Cyndi Lauper. Semana passada assisti ao show da mulher no Via Funchal e me arrepiei do começo ao fim. Vozeirão de negra, atitude de estrela e uma vibe prafrentex de quem não parou no tempo – apesar da nostalgia musical que rola na órbita do seu nome. A tia dos Goonies inspirou o post de hoje, com essas cadeiras da STAACH, em diversas opções de cores. Feitas artesanalmente na oficina da empresa em Nova York, levam madeira certificada na composição. Gostou?

Agora aperta o play e se lembre de quando era jovem e enxergava um mundo mais colorido…

Autor: - Categoria(s): Décor, Design Tags: , , , ,
18/11/2008 - 17:55

Doces Bárbaros

Compartilhe: Twitter


É hoje a inauguração oficial da Scandinavia Designs, em Sampa. A loja, ali na Barão de Capanema, ao lado do DOM, é um charme. Aurélio Martinez Flores, um dos arquitetos mais incríveis desses brasis (ok, ele nasceu no México, mas é brasileiro de coração, tá?) assina a arquitetura, que em absolutamente em nada lembra a academia horrorosa que ocupava o endereço – diga-se de passagem, espaço este do qual eu era freqüentador quase assíduo em tempos de tentativas frustradas de malhação – não funcionou, eu sei.


De volta ao X da questão: baseado na simplicidade atemporal, o design escandinavo tem um papel determinante no desenvolvimento do cenário estético contemporâneo. Entre os 50s e os 60s, grandes papas como Arne Jacobsen, Erik Magnussen, Verner Panton e Piet Hein, criaram clássicos fascinantes, expostos nos melhores museus do mundo como obras de arte. Hoje em dia, os veteranos continuam no topo e os novos artistas surgem seguindo a cartilha à risca.

Essas peças estão longe de ser folclóricas ou regionais, ao contrário: mixam look sofisticado e praticidade, mas tem uma característica facilmente reconhecida pelo olhar, o que tem tudo a ver com a geografia. A Escandinávia é formada pela Dinamarca, Noruega, Suécia, Finlândia e Islândia, regiões muito frias onde o clima hostil é predominante na maior parte do ano. Por essas e outras, a casa escandinava sempre representou o núcleo de existência deste povo, daí a cultura de se criar um ambiente acolhedor, composto de objetos que, além de belos e ergonômicos, tivessem alguma função prática. É cultural.


A Scandinavia Designs é o primeiro showroom no Brasil a vender produtos de designers escandinavos para todos os segmentos. Bárbaro, não? Espie o site e me conta: www.scandinavia-designs.com.br

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , , , , ,
Voltar ao topo