Publicidade

Publicidade

18/03/2010 - 15:09

Cobras e Lagartos

Compartilhe: Twitter

Sei que, além de rotundo, já tô ficando redundante… Mas juro que no mundinho só se fala na mostra (maravilhosa) de design finlandês que tá rolando no Tomie Ohtake – se você não foi até agora, tenta dar um jeito (adorei tudo o que vi por lá)!

Aproveitando a deixa, já contei para vocês que a Scandinavia Designs é quase uma pedra no meu sapato, né?

A loja fica exatamente no meio do meu trajeto diário e é inevitável: nunca consigo passar batido por aquela vitrine convidativíssima. Sempre paro um pouquinho (nem que seja por uma fração de segundos) para escanear o que tem de novidade ali (acredite: sempre há algo fresh, que não estava lá na semana anterior).

A poltrona-arraia “Sting Ray”, do designer dinamarquês Thomas Pedersen, continua encabeçando a minha lista de objetos de desejo (já falei dela aqui há mais de um ano, lembra?). Mas entre os pequenos objetos, acabo de me render aos vasos e centros de mesa pintados pela sueca Ulrica Hydman-Valluen, para a poderosíssima Kosta Boda. Um jeito cool de soltar os bichos na casa! O preço (a partir de R$1.600 cada) é salgadíssimo, como quase tudo por lá (pronto, falei!), mas quem ousa dizer que os mimos não valem cada centavo? Eu nem me atrevo…

+ www.scandinavia-designs.com.br

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , , , , ,
16/10/2009 - 12:00

Dínamo

Compartilhe: Twitter

Scandinavia-Designs-2

Essa é para pular do sertão brasuca direto para os países baixos, sem choques estéticos. Se você está em Sampa e nunca foi à Scandinavia Designs (www.scandinavia-designs.com.br), a hora é agora. Lembra que eu falei que a loja parece uma galeria de arte? Pois a meca assume a função e dedica o mês de outubro inteirinho a expo Dansk 01 – Uma mostra do design dinamarquês, que traz produtos desenhados pelos principais nomes do país, como Arne Jacobsen, Louise Campbell, Duo de Komplot, Verner Panton, Erik Magnussen, entre outros. Tudo no limiar entre a arte e o design.

Scandinavia-Designs-3

“A ideia é apresentar um pouco da história do Design Dinamarquês, mostrando como novos artistas preservam suas características mais marcantes: ser simples, funcional e emocional”, diz Anette Priess Gade, proprietária da Scandinavia. “Numa dimensão maior, existe uma ‘Linha Vermelha’ que une nossos designers: a busca constante por um conceito atemporal, funcional, clean e de qualidade excepcional. Para isso, é preciso que a estética, tecnologia e funcionalidade andem juntas, através de um diálogo continuo entre o designer, o produtor e o usuário. É isso que torna nosso design tão único e democrático ao mesmo tempo. O povo dinamarquês respira design nas ruas, em sua casa, nos parques, em todo o país”, completa Anette. Eu vou!

Scandinavia-Designs-1

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , ,
28/01/2009 - 13:36

Não fuja da arraia

Compartilhe: Twitter

A caminho do almoço, passei em frente a Scandinavian Designs (www.scandinavia-designs.com.br) e tive que me render a um minuto de contemplação da vitrine, que tá escandalosa de linda.

Não canso de falar da loja (já escrevi uma matéria a respeito para a Vogue, outra para a Casa Vogue, mais os drops postados neste blog). Então, aqui vai mais um:

A poltrona de balanço Sting Ray, do designer dinamarquês Thomas Pedersen, é uma das coisas mais escandalosas que vi nos últimos dias. Trata-se de uma interpretação soltinha, meio fusion, de uma cadeira de balanço com uma concha, com inspiração óbvia e declarada nas arraias marinhas, aqueles animais subaquáticos que mais parecem tecidos planadores. Repare na mistura fina de design tosco por fora, macio e refinado por dentro. Não à toa, o móvel abocanhou o Red Dot Design Award, em 2008. Olha só a semelhança de formas com o bicho de verdade:

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , , , ,
18/11/2008 - 17:55

Doces Bárbaros

Compartilhe: Twitter


É hoje a inauguração oficial da Scandinavia Designs, em Sampa. A loja, ali na Barão de Capanema, ao lado do DOM, é um charme. Aurélio Martinez Flores, um dos arquitetos mais incríveis desses brasis (ok, ele nasceu no México, mas é brasileiro de coração, tá?) assina a arquitetura, que em absolutamente em nada lembra a academia horrorosa que ocupava o endereço – diga-se de passagem, espaço este do qual eu era freqüentador quase assíduo em tempos de tentativas frustradas de malhação – não funcionou, eu sei.


De volta ao X da questão: baseado na simplicidade atemporal, o design escandinavo tem um papel determinante no desenvolvimento do cenário estético contemporâneo. Entre os 50s e os 60s, grandes papas como Arne Jacobsen, Erik Magnussen, Verner Panton e Piet Hein, criaram clássicos fascinantes, expostos nos melhores museus do mundo como obras de arte. Hoje em dia, os veteranos continuam no topo e os novos artistas surgem seguindo a cartilha à risca.

Essas peças estão longe de ser folclóricas ou regionais, ao contrário: mixam look sofisticado e praticidade, mas tem uma característica facilmente reconhecida pelo olhar, o que tem tudo a ver com a geografia. A Escandinávia é formada pela Dinamarca, Noruega, Suécia, Finlândia e Islândia, regiões muito frias onde o clima hostil é predominante na maior parte do ano. Por essas e outras, a casa escandinava sempre representou o núcleo de existência deste povo, daí a cultura de se criar um ambiente acolhedor, composto de objetos que, além de belos e ergonômicos, tivessem alguma função prática. É cultural.


A Scandinavia Designs é o primeiro showroom no Brasil a vender produtos de designers escandinavos para todos os segmentos. Bárbaro, não? Espie o site e me conta: www.scandinavia-designs.com.br

Autor: - Categoria(s): Design Tags: , , , , ,
Voltar ao topo